Cultura Empresarial

PRODUTIVIDADE X PADRÕES
08 de novembro de 2019
PRODUTIVIDADE X PADRÕES

Este artigo traz à tona duas realidades que me parecem mitos intocáveis na gestão das empresas brasileiras: nossas deficiências, baixa produtividade têm , prioritariamente , causas externas : falta de atuação governo , infraestrutura , sistema tributário , baixa qualidade ensino, etc.
padrões e processos engessam as empresas, impedem a criatividade.

O autor , com habilidade, desmonta esses dois mitos e numa análise técnica que nos impõem,  como administradores,  uma mudança de postura:    Devemos assumir a responsabilidade da implantação em nossas organizações de métodos, sistemas , padrões e processos que tenham como foco o aumento da produtividade .

Os passos sugeridos são :
Liderar a implantação de uma “cultura padrão” em todos os processos críticos da organização , inclusive e, especialmente, em vendas
Garantir a execução contínua dos padrões como forma de obter diferencial competitivo
Formalizar esses padrões em procedimentos operacionais Pops.
Desmitificar a "lenda" que normas e procedimentos “engessam a operação” ou “robotizam o atendimento”.
Enterrar o mito de que o brasileiro “é safo”, “é criativo”, “é esperto” e sabe improvisar diante das situações do dia a dia.
Estabelecer, incorporar padrões, normas e procedimentos e manter-se fiel a eles acabando com o Padrão Brasil : " Não Ter Padrões! “padrão operacional sem padrão”.

Com padrões executados, evita -se perda de tempo com correções e conferências e podemos focar nas táticas e estratégias de aumento de resultado.

Para obtenção dos resultados almejados , é necessário a implantação de programa de treinamento eficaz , nosso principal desafio no tema qualidade da educação, e que para tal são necessários padrões bem definidos, pois como qualificar a equipe se não temos normas

e procedimentos estabelecidos? Como avaliar o comportamento e a qualidade das atividades executadas se não temos parâmetros e padrões? Como exigir que as pessoas tenham alto desempenho se elas não sabem o que e como fazer suas atividades?

Por fim , o autor , conclama que  está mais do que na hora de levarmos esse tema com mais seriedade e tirarmos o “Manual de Normas e Procedimentos” do fundo da gaveta, fazermos uma atualização de seu conteúdo, disciplinarmos nossos colaboradores a cumprirem as normas e, assim, quebrarmos essa cultura incrustada em nossa sociedade de que normas existem para serem quebradas. Qual padrão de produtividade você terá daqui pra frente?


O texto acima é minha livre interpretação da matéria Padrão Brasil… Não Ter Padrões! Nem produtividade! de autoria de Luiz Guilherme Baldacci publicado no site
https://www.mercadoeconsumo.com.br/2019/11/01/padrao-brasil-nao-ter-padroes-nem-produtividade/ portanto, pode não refletir exatamente a mensagem do autor.

Luiz Guilherme Baldacci é sócio-diretor da GS&Friedman, empresa do Grupo GS& Gouvêa de Souza especializada em Gente, Gestão, Talentos e Treinamento. Baldacci possui mais de 25 anos de carreira focada no varejo e ampla vivência em gestão de operações em empresas de franchising e consultoria.


JULIANO CESAR FARIA SOUTO
Estanciano, 55 anos, Administrador de empresas graduado de Faculdade de Administração de Brasília com MBA em gestão empresarial pela FGV.    Atua como sócio Administrador da empresa FASOUTO no setor atacadista distribuidor e autosserviço. Líder empresarial exercendo atualmente o cargo de vice-presidente da ABAD - Associação Brasileira de Atacado e Distribuidores

Voltar